Como é difícil dizer ADEUS, como é difícil se separar da pessoa que
você mais ama, a pessoa que é a mais importante de sua vida,Você tenta de todas as maneiras de alguma forma fazê-la voltar atrás,
você grita com todas as forças do seu pulmão e as vezes apela da pior
forma possível e nada acontece, o resultado é o mesmo porque
simplesmente acabou, é o fim.

Então depois de muito pensar você se lembra do por que tudo começou, o que será que deu errado? ( que naverdade não importa mais), lembra que tudo foi por amor, A-M-O-R?, uma palavra tão pequenina e tão repetida tantas vezes, dita por todas as pessoas todos os dias, mas sem ao menos pensar um pouquinho na profundidade de seu significado.

Será que sabemos amar, será que sabemos o que é amor?

Aí eu vou olhar na bíblia e leio: O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
“O amor é livre, é espontâneo, não é pegajoso, vingativo, amor é liberdade. Na verdade esse não é o amor propagado aos quatro ventos por todo o mundo, que amor é esse que causa tanta dor. Então eu ainda não aprendi a amar.
Acrescentaria mais coisas: o amor é querer o bem do outro, é querer a sua felicidade mesmo que seja nos braços de outra pessoa ( e isso vai doer pra
caramba, dói só de imaginar que o fim pode ter sido por isso) se é
assim que ela deseja.
É difícil dizer ADEUS quando fizemos tantos sonhos, tantas promessas, tantas declarações de amor, mas temos que pensar no amor, no verdadeiro amor.

Jesus mandou amar o próximo como a si mesmo, mas isso talvez seja a coisa mais difícil de se fazer nos dias de hoje, principalmente quando sentimos a dor da perda, mas talvez a dor tenha me feito perceber isso, o verdadeiro significado do amor, então não posso querer teu mal só porque não me queres mais.

Quem errou mais? Isso não importa agora, logo posso ficar com toda a
culpa pelo nosso fracasso.

Sempre sonhei com algo diferente, como nos contos de fada. A realidade é deveras distinta, só Deus é testemunha como tentei. Mas, nesse momento, nada disso importa, nada do que doeu importa. Eu vou ficar aqui sozinho, com minhas lembranças e nosso fracasso. Vou lembrar das partes boas, para me emocionar com a saudade.

Não lembrarei de nenhuma briga, nem nada disso! Eu quero uma
receita para esquecer dos momentos ruins, dos bons eu não preciso. Não
preciso e não quero. Para que esquecer do que me orgulho? do que me
fez feliz? Deixa a saudade me machucar, meu anjo, uma hora ela se
cansa. Eu não abro mão de recordar o quanto fomos felizes. Acabou sim,
mas não sem muito amor. É o fim, mas não antes de muitas promessas de
eterna felicidade. É isso que vale afinal. Eu busco isso a cada instante da minha vida.

Lembra da música da Elis? “Vou querer amar de novo e se não der eu não
vou sofrer…?” Preciso te dizer a verdade: se isso acontecer, eu vou
sofrer sim, meu coração só existe pra amar de novo, espero que vc
entenda. Eu sigo a minha vida por aqui, você continua a sua vida por
aí.

Se consegui a receita pra esquecer um grande amor? Não, parece que
isso não existe mesmo meu amor. A minha é seguir em frente, então e
quando não der Chorar, não há problema nenhum nisso, quem aprende a
amar, aprende a chorar também (Paulinho da Viola, “Amor Amor”). Eu
aprendi, pratiquei contigo e jamais te esquecerei.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS