Traição é um dos temas mais complicados e que faz com que muitas pessoas não entendam o porquê da traição no relacionamento. A pergunta mais freqüente é “por que estar em um relacionamento se tem necessidade de trair?”.O perfil da pessoa que trai não é definido por um único padrão de comportamento. Existem as pessoas que traem uma vez, se sentem culpadas e com a consciência pesada e nunca mais cometem o mesmo erro. Algumas vão continuar traindo até serem descobertos e outras fazem da traição um estilo de vida.
Para saber como lidar com um(a) parceiro(a) que trai é importante, antes de qualquer coisa, saber em qual perfil ele(a) se encaixa. Se for do tipo que vai repetir esse comportamento sempre, então você precisará refletir o quanto a palavra “me desculpe” dele(a) é confiável.
A primeira pergunta a ser feita é se você conhece bem o(a) seu(sua) parceiro(a). Só com uma resposta afirmativa é que você será capaz de assumir que foi um erro que não acontecerá novamente. Para isso considere a sinceridade da pessoa quando pedir reconciliação. Você não pode ir até ele(a); espere que ele(a) venha até você.
Mesmo sabendo que ele(a) não fará de novo, você deve fazer a segunda pergunta que é se você consegue viver com o conhecimento da traição. Ninguém espera que você consiga esquecer, mas sim que você seja capaz de perdoar. Caso contrário, seu relacionamento vai se tornar em um ciclo baseado em desconfiança, vingança e raiva, o que mais cedo ou mais tarde poderá destruir o relacionamento. A partir do momento que disser que vai perdoar, você tem que mostrar isso, porque, caso contrário, seu(sua) parceiro(a) vai entender que ele(a) causou algo irreversível para o relacionamento.
A partir do perdão e da escolha da continuidade do relacionamento, saiba que sua relação parecerá de volta ao passo um. Você precisa ter garantia e certeza que as condições que causaram ou permitiram a traição estão erradicadas do seu relacionamento. Por exemplo, a pessoa com a qual seu(sua) parceiro(a) te traiu deverá estar fora do cenário, ou seja, sem amizades, encontros, qualquer tipo de contato.
Entenda de maneira profunda o que causou a traição. Pode ter começado em sites pornôs ou com conversas muito íntimas com alguém em específico ou pela falta da sua presença quando seu(sua) parceiro(a) mais precisava. Não importa o motivo, mas a raiz deve ser descoberta, discutida e trabalhada. As coisas nunca mais serão as mesmas, mas com um pouco de esforço dos dois, o relacionamento poderá ser muito bom.
O melhor cenário para uma reconciliação é a situação na que quem traiu confessa o erro sem ter sido descoberto ou ao menos indagado. Nesse caso, seu(sua) parceiro(a) se sentiu culpado(a) depois do ato e quer sua confiança de volta, prefere te contar a deixar que você descubra. Na maioria dos casos pode ter ocorrido porque ele(a) está completamente frustrado(a) com sua vida.
É fácil acreditar que a pessoa que traiu, traiu ela mesma antes de qualquer outra pessoa porque ela perdeu a habilidade de aproveitar um relacionamento. No entanto, muitos(as) traidores arruinam vidas por causa da sua fraqueza. Sempre alguém mais paga pelos erros da pessoa que traiu.
O pior cenário envolve uma pessoa que trai por motivos egoístas. Apesar de justificar seus atos com desvios psicológicos, traidores habituais vão destruir emocionalmente a vida de muitas pessoas. Eles vão arrasar famílias ao partirem para outras relações antes de terminar a atual. Essas pessoas se tornam pesadelos. Todos deveriam ter a capacidade de reconhecer e tomar cuidado extra ao esbarrar com alguém assim. Infelizmente, elas tendem a ser extremamente afetivas e mostrar decepção quando descobertas. Sem surpresas, essas são as pessoas mais difíceis de abandonar.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS